Quinta do Ribeiro Santo Dão

Quinta do Ribeiro Santo

Conta a história que em Oliveira do Conde havia um lugar das Barcas, onde o barqueiro cruzava o Mondego, permitindo completar a ligação entre as civitas de Viseu e da Bobadela, cujo troço, referido por vários investigadores, passaria pelo actual território do concelho de Carregal do Sal.

E cá estão as pedras, algumas delas em forma de aduela, oara garantir que este é chão antigo por onde corre um Ribeiro Santo, que já foi quinta de fidalguia e que depois foi adquirida por um padre.

Ficou a história, os solares, o fausto e o esplendor de uma arquitectura. E a A Quinta do Ribeiro, onde a água corria por todo o calendário, mesmo em anos muito secos, e que levou o último proprietário, um bom Padre, a crismar a propredade de  Quinta do Ribeiro Santo. Foi adquirida pela família de Carlos Lucas em 1994, que replantou de imediato as vinhas, dando inicio ao primeiro vinho engarrafado com o seu nome na colheita de 2000.

A vinha segue o encepamento tradicional com as bem conhecidas castas Touriga Nacional, Alfrocheiro, Tinto Cão e Encruzado, que foram plantados num terreno granítico pobre, com grandes afloramentos rochosos, de onde se avista a Serra da Estrela que a protege dos rigorosos frios e da extremosa canicula. Aqui a vinha é regida em regime de Produção Integrada. Aqui fazemos o Ribeiro Santo, o Automático e o ET, que junta o Encruzado e a Touriga Nacional num extraordinário casamento que mostra o mais Nobre que o Dão tem.

Partilhar